Promover, Regular, Supervisionar e Fiscalizar o Mercado de Capitais

​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​​Qual é o papel da CMC no Mercado de Valores Mobiliários?​

O Mercado de Valores Mobiliários, também chamado de Mercado de Capitais, é o ambiente organizado onde empresas, investidores particulares e o Estado negoceiam valores mobiliários com o objectivo de rentabilizar o seu dinheiro ou financiar projectos. 

Para este efeito, empresas e investidores recorrem a agentes de intermediação, sendo estes intermediários e participantes da bolsa, com o papel de facilitar e dinamizar o processo de compra e venda dos instrumentos/valores mobiliários (acções, títulos de dívida, unidades de participação em fundos de investimento, entre outros). De modo a garantir que estas negociações possam acontecer de forma segura e transparente, é necessário que o mercado seja devidamente supervisionado de forma​ a funcionar com regras claras, ou, por outras palavras, é necessário a existência de um árbitro. 

Este árbitro é a Comissão do Mercado de Capitais​ (CMC), a quem cabe a missão de Regular, Supervisionar, Fiscalizar e Promover o mercado, garantir que todos estejam preparados para estar em competição e que as regras do jogo sejam claras, cumpridas por todos os participantes e punir os infractores. 

A Comissão do Mercado de Capitais (CMC), enquanto entidade reguladora e supervisora, irá assegurar com todo o rigor e independência, a existência de um ambiente competitivo, dinâmico, transparente e com iguais oportunidades para todos os participantes do ​mercado, a bem do futuro da nossa economia e do nosso país.​

Para mais informações sobre a Comissão do Mercado de Capitais, não hesite em consultar cmc.gv.ao​



 

Voltar ao Topo